Tocar guitarra com e sem palheta (exemplos práticos)



Nesse video eu falo sobre tocar com ou sem palheta e tocar usando algumas técnicas combinadas como tocar de forma híbrida, ou seja, usar a palheta mas também usar os dedos.
——————–
Se inscreva no canal da Starling Academy of Music aqui no Youtube.
🔥Visite também a maior escola virtual do Brasil na qual sou professor e diretor: http://www.StarlingAcademyofmusic.com.br
➜Site pessoal: http://www.MateusStarling.com.br

– – – Contatos:
➜ e-mail pessoal: Mateusstarling@gmail.com
➜ Whatsapp (vendas): (21)97146-0016
➜ Telefone da Starling Academy of Music: (21)3649-5095
Av. das Américas, 297, loja F, Barra da Tijuca/RJ
————————————-
★Me siga no Instagram: starlingmateus
★No Facebook a fanpage da Starling Academy of Music

source

22 comentários em “Tocar guitarra com e sem palheta (exemplos práticos)

  1. Aquela vídeo aula lançada em 1995 pelo Brett Garsed , chamada de "Rock Fusion ", foi um verdadeiro marco no lance da palhetada híbrida, principalmente pra galera que hoje tem uma pegada moderna . Até mesmo Greg howe e Shawn lane admitiram ser influenciados pelo Brett ainda na década de 80 . Aqui no Brasil , o Nieri tem bastante influência do garsed , principalmente na hora de usar algumas frases e arpejos , só que ao invés de usar a híbrida , ele usa os dedos .

  2. O melhor de tocar com os dedos é não precisar procurar a palheta rs. Brincadeiras a parte, um cara que tem me chamado a atenção e que toca com os dedos é o Jared James Nichols. Tira um baita som visceral dessa forma, misturando dedo e unha pelo que percebo. Vale a pena conferir.

  3. Se eu tivesse começando hj optaria sem palheta 100 %, mas hj tá 50% com e sem, mas a galera shred só conhece palheta rs, normal pq os virtuoses da guitarra usam quase que 100 % palheta, acho que com palheta vc tem mais ataque, mas prefiro hj o " som do dedo ", tocando sem palheta vc tambem tem mais controle das coisas, minha humilde opiniao rs

  4. Muito bom, mestre! Eu vim do violão popular "de rua" s estudo formal. A guitarra entrou na minha vida há 6 anos, por necessidade do grupo de louvor e eu me apaixonei desde então. Tô sempre buscando algo de guitarra e seu canal é, sem dúvida, uma referência. Me tire essa dúvida, essa guitarra tem dois seletores de captador?

  5. Bacana o vídeo cara… E que guitarra sensacional! Rs'
    Eu acompanho bastante o canal apesar não comentar muito, mas lá vai minha experiência, rs:
    No caso eu vim do violão popular (partindo mais do Jazz, tipo Earl Klugh, bastante coisa do Joe Pass e Ron Eschete também, tocando no violão, lógico… Mas tenho tanta referência do Fingerstyle quanto) e quando toco guitarra sigo na mesma ideia, toco pensando no violão.

    Pra não ficar um som muito sujo e seco, tanto na guitarra quanto no violão, eu cultivo as unhas. Faz muito bem a função da palheta.

    Quando eu toco com palheta eu acabo me sentindo limitado, bastante pelo meu estilo de tocar mesmo… Então eu pratico bastante a velocidade na mão direita também, pra suprir a necessidade em alguns trechos mais rápidos em alguma música…

  6. Proximo vídeo você poderia explorar um pouco,o walk-bass, no blues jazz, jazz. Eu tento improvisar, eu sei como está o campo harmônico, mas o walkbass sempre entra em atrito com as escalas de aplicação sobre os acordes? Poderia dar uma dica para resolver? É dicas de fazer walkbass em progressões com acordes? Eu sei que eu to pedindo coisas de mais, mas pelo menos como resolver o problema com o walkbass.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *